Informativos

26-Mai-2021 10:39 - Atualizado em 31/05/2021 10:46

Testes de diabetes: 4 exames que confirmam o diagnóstico

A confirmação da diabetes é feita a partir da verificação do resultado de vários exames laboratoriais que avaliam a quantidade de glicose circulante no sangue: o exame de glicemia em jejum, o teste de glicemia capilar, o teste de tolerância à glicose (TOTG) e o exame da hemoglobina glicada.

Os exames que avaliam a quantidade de glicose no sangue são solicitados pelo médico quando a pessoa possui alguém na família com diabetes ou quando apresenta sintomas característicos da doença, como sede constante, vontade frequente de urinar ou perda de peso sem razão aparente, por favor. Porém, esses exames podem ser solicitados sem que haja risco de diabetes, apenas para o médico verificar o estado geral de saúde da pessoa. 

Valores de referência

Os valores normais de glicose no sangue variam de acordo com o tipo de exame e também pode variar de acordo com o laboratório devido à técnica de análise. De forma geral, os valores dos exames para diabetes estão indicados na tabela a seguir:

Exame Resultado Diagnóstico
Glicemia (glicose) em jejum

Menor que 99 mg/dl

Entre 100 e 125 mg/dL

Maior que 126 mg/dL

Normal

Pré-diabetes

Diabetes

Teste de glicemia capilar

Menor que 200 mg/dL

Maior que 200 mg/dL

Normal

Diabetes

Hemoglobina Glicada

Menor que 5,7%

Maior que 6,5%

Normal

Diabetes

Teste de Tolerância à Glicose (TOTG)

Menor que 140 mg/dl

Maior que 200 mg/dl

Normal

Diabetes


Através do resultado desses exames o médico consegue identificar a pré-diabetes e a diabetes e, assim, indicar o melhor tratamento para a pessoa de modo a evitar complicações relacionadas com a doença, como a cetoacidose e a retinopatia, por exemplo.

Principais exames para diabetes

1. Exame de glicose em jejum
Esse exame é o mais solicitado pelo médico e a análise é feita a partir da coleta de uma amostra de sangue em jejum de pelo menos 8 horas ou de acordo com a recomendação do médico. No caso do valor ser acima do valor de referência, o médico pode solicitar a realização de outros exames, principalmente o exame da hemoglobina glicada, que indica a quantidade média de glicose nos três meses anteriores à realização do exame. Dessa forma, o médico pode avaliar se a pessoa tem risco ou possui a doença.

No caso do resultado do exame de glicemia em jejum indicar pré-diabetes, são necessárias mudanças no estilo de vida, como alterar a dieta e praticar atividade física para prevenir o aparecimento da doença. No entanto, quando o diagnóstico da doença é confirmado, além das mudanças no estilo de vida, também é necessário tomar medicamentos e, em alguns casos, insulina.

Saiba como deve ser a alimentação para a pré-diabetes.

2. Teste de Tolerância à Glicose (TOTG)
O teste de tolerância à glicose, também conhecido como exame da curva glicêmica, é feito com o objetivo de avaliar o funcionamento do organismo frente às várias concentrações de glicose. Para isso, são realizadas três medições da glicose no sangue: a primeira é realizada em jejum, a segunda 1 hora após a ingestão da bebida açucarada, o dextrosol ou garapa, e a terceira 2 horas após a primeira medição.

Em alguns casos, podem ser realizadas 4 coletas de sangue até que sejam completadas 2 horas da ingestão da bebida, sendo realizadas coletas em 30, 60, 90 e 120 minutos após o consumo da bebida açucarada.

Esse exame é importante para ajudar no diagnóstico de diabetes, pré-diabetes, resistência a insulina e alterações pancreáticas, além disso, é muito solicitado na investigação da diabetes gestacional.

3. Teste de glicemia capilar
O teste de glicemia capilar é o teste da picada no dedo, que é feito através da máquina de medição rápida de glicose, que pode ser encontrada em farmácias e dá o resultado na hora. Não é preciso fazer jejum para este teste e pode ser feito em qualquer momento do dia. Esse teste é mais utilizado pelas pessoas que já possuem o diagnóstico de pré-diabetes ou diabetes com o objetivo de controlar os níveis de glicose ao longo do dia.

4. Teste da hemoglobina glicada
O teste da hemoglobina glicada ou hemoglobina glicosilada é feito a partir da coleta de uma amostra de sangue em jejum e fornece informações sobre a quantidade de glicose circulante no sangue nos últimos 3 meses antes da realização do exame. Isso porque a glicose circulante no sangue se liga à hemoglobina e permanece ligada até que o tempo de vida da hemácia termine, que é de 120 dias.

A hemoglobina glicada também pode ser usada para avaliar a melhora ou piora da doença, e quanto maior o valor, maior a sua gravidade e o risco de complicações. Entenda para que serve e como entender o resultado do exame da hemoglobina glicada.

Quem deve fazer esses exames

É aconselhado que todas as pessoas que apresentem sintomas de diabetes façam os exames para confirmar a doença, assim como mulheres grávidas, para prevenir complicações ligadas ao excesso de açúcar no sangue durante a gestação. Além disso, pessoas que estão perdendo muito peso sem motivo aparente, especialmente crianças e adolescentes, também precisam fazer testes de glicemia para diagnosticar a possibilidade de diabetes tipo 1.

Por fim, é importante lembrar que todos os diabéticos devem realizar os exames regularmente para ter um melhor controle da doença

Link fonte: https://www.tuasaude.com/exames-que-confirmam-a-diabetes/

Tua Saúde
Deixe seu Recado
Fale Conosco pelo WhatsApp