Informativos

18-Mai-2021 10:29

Boca seca, sede, dor de cabeça: veja sinais de que você está desidratado

Sempre reforço aqui para vocês a importância da hidratação. Aproximadamente 60% do nosso corpo é composto de água. Só por esse número já dá para perceber o quanto ela é essencial para o organismo realizar muitas de suas funções.

Ao longo do dia, nós perdemos líquidos na respiração, na urina, no suor. Por isso, é importante ingerir água regularmente para evitar a desidratação.

Quando não nos hidratamos bem ou fazemos um exercício intenso durante muito tempo sem a reposição adequada de líquidos, a quantidade de água do corpo tende a ficar muito abaixo do normal. Isso não só acelera a fadiga como também pode impedir que o organismo mantenha funções importantes, por exemplo a manutenção da temperatura central, proteção de órgãos vitais e excreção de toxinas por meio da urina/suor.

Hoje gostaria de trazer para vocês alguns sinais importantes que você poderá detectar para saber se está bebendo menos água do que deveria.

Sentir sede

Tudo no nosso corpo é muito estruturado. Sinais de dor, fome e a sede são sinais de "alerta", isto é, formas do seu corpo expressar atenção ou mesmo que tem uma necessidade específica.

A sede é a primeira dica do seu corpo de que você precisa beber água, sendo um processo fisiológico em que, conforme a desidratação acontece, os eletrólitos —minerais como sódio e potássio — em sua corrente sanguínea ficam mais concentrados, o que fornece um sinal de sede para seu cérebro. A produção de saliva também diminui e a sensação de boca seca se instala.

Boca seca

A primeira a dar o ar da graça neste quadro é a boca, que fica pegajosa e "craquelada" pela falta de saliva. Vale lembrar que 99% da saliva é composta por somente água.

Redução da micção e mudança da cor

Conforme os eletrólitos se concentram na corrente sanguínea, o cérebro avisa a hipófise para liberar o hormônio antidiurético, que instrui os rins a secretarem menos água e não produzirem tanta urina.

Por isso é importante perceber com que frequência você faz xixi. Isso varia um pouco por pessoa e por dia. De acordo com o Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais, se você estiver devidamente hidratado, geralmente deve fazer xixi a cada três horas.

É importante também notar a cor do xixi. A cor normal é amarelo pálido/claro, porém sinais de alerta para hidratação é amarelo-escuro.

Redução de energia

Você dormiu o suficiente na noite passada e, ainda assim, está cansado. Estar com pouca energia é um dos sinais de desidratação.

Um estudo mostrou que a privação de água que resultou em desidratação leve aumentou a confusão e fadiga e diminuiu o estado de alerta, além disso, beber água ajudou imediatamente os participantes a se sentirem mais alertas.

Redução da pressão arterial, dor de cabeça e tontura

Com a falta de líquidos, o sangue fica mais viscoso. Por isso, ocorre uma queda brusca de pressão, que tem como efeitos colaterais dores de cabeça e tontura. Você também pode sentir um aumento dos batimentos cardíacos, como forma de compensação do bombeamento sanguíneo, irritação e movimentos letárgicos.

De acordo com a National Headache Foundation, a desidratação pode desencadear dores de cabeça e enxaquecas. A hidratação pode não eliminar completamente as dores de cabeça, mas descobriu-se que ajuda a reduzir os efeitos negativos que as enxaquecas têm na qualidade de vida das pessoas.

Pele está seca

Sua pele é composta por 64% de água. A água é um hidratante natural para a pele e, embora a pele saudável e hidratada pareça bonita, ela também atua como uma barreira para proteger o corpo. Você pode notar secura e enrugamento na pele, se estiver desidratado. Aumentar a ingestão de água —se você não está bebendo o suficiente agora — pode ajudar a melhorar a saúde e hidratação da pele.

Fadiga muscular

Se você está desidratado, esqueça de uma resposta muscular adequada. O tecido muscular contém cerca de 75% de água. Quanto menos água no organismo, mais fácil ocorrer a fadiga muscular.

Você está constipado

A falta de líquidos é uma causa comum de constipação, de acordo com a Johns Hopkins Medicine. Hidratar-se de forma suficiente irá facilitar todo o processo digestivo, incluindo a eliminação das fezes. Além de comer mais fibras e praticar atividade física regularmente, concentre-se em atingir sua cota de água para obter melhores resultados.

Referências:

- Pross N, Demazières A, Girard N, et al. Influence of progressive fluid restriction on mood and physiological markers of dehydration in women. Br J Nutr. 2013;109(2):313-321. doi:10.1017/S0007114512001080

- Palma L, Marques LT, Bujan J, Rodrigues LM. Dietary water affects human skin hydration and biomechanics. Clin Cosmet Investig Dermatol. 2015;8:413-421. Published 2015 Aug 3. doi:10.2147/CCID.S86822

- Bracamontes-Castelo G, Bacardí-Gascón M, Jiménez Cruz A. Effect of water consumption on weight loss: a systematic review. Nutr Hosp. 2019 Dec 26;36(6):1424-1429. English. doi: 10.20960/nh.02746. PMID: 31657610.]

- Mark Spigt, Nico Weerkamp, Jaap Troost, Constant P van Schayck, J André Knottnerus, A randomized trial on the effects of regular water intake in patients with recurrent headaches, Family Practice, Volume 29, Issue 4, August 2012, Pages 370-375, https://doi.org/10.1093/fampra/cmr112

- National Headache Foundation. Headaches and Dehydration. Disponível em: https://headaches.org/2016/07/07/headaches-and-dehydration/

- Johns Hopkins. Constipation. Disponível em: https://www.hopkinsmedicine.org/health/conditions-and-diseases/constipation

- Mayo Clinic. Water: How much should you drink every day? Disponível em: https://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/nutrition-and-healthy-eating/in-depth/water/art-20044256

Link fonte: https://www.uol.com.br/vivabem/colunas/paola-machado/2021/05/18/sinais-da-desidratacao.htm

VivaBem UOL
Deixe seu Recado
Fale Conosco pelo WhatsApp